Em queda, construção civil segue demitindo em Friburgo

A construção civil é historicamente considerada como um dos setores que mais gera empregos em Nova Friburgo.
 
No entanto, desde 2016, a realidade é outra.
 
De acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Governo Federal, Nova Friburgo demitiu mais que contratou no setor da construção civil no ano passado: foram 164 vagas a menos.
 
Apenas em dezembro foram 57 postos fechados. O pior resultado foi registrado em março, com 78 vagas extintas.
 
Em 2017 a realidade de demissões no setor continua em Nova Friburgo.
 
Até o mês de julho, 47 postos com carteira assinada foram fechados no município.
 
Foram 281 admissões e 328 demissões no período.
 
Apenas no primeiro semestre 42 pessoas perderam o emprego na área, no saldo entre contratações e demissões.
 
As exceções até o momento são os meses de fevereiro e março, quando 28 empregos foram criados na cidade.
 
Apesar dos números negativos, o resultado entre janeiro e julho de 2017 é melhor na comparação com o mesmo período do ano passado, quando o município perdeu 106 postos de trabalho.
 
Em todo o país, apenas no primeiro semestre, a construção civil fechou 33.164 vagas formais.
 
O resultado atrapalha a previsão inicial do Governo Federal, que apostava na criação de pelo menos 200 mil vagas na construção civil para este ano, com o retorno dos lançamentos de imóveis na planta neste segundo semestre.
 
O setor está em queda desde 2015, quando 750 mil empregos foram extintos em todo o Brasil.
 

Michel Teló - Chocolate quente

João Bosco e Vinícius - Deixa a gente quieto

Melanina Carioca Part. Matheus e Kauan - Vai que cola

Thiaguinho - Vamo que vamo

Maria Cecília e Rodolfo - Depois da briga

Nando Reis - Sei

Maiara e Maraísa - Medo bobo

Wesley Safadão Part. Ivete Sangalo - Parece que o vento

Zé Neto e Cristiano - Sonha comigo

Exaltasamba - O mundo tá girando