PREVISÃO DO TEMPO

 

Detran amplia para cinco anos prazo de isenção de vistoria para carros zero quilômetro

A medida vale a partir de 2018 e abrange veículos novos, particulares, com capacidade para até cinco passageiros.
 
Para as demais categorias, a vistoria permanece obrigatória.
 
Desta forma, os proprietários donos não vão precisar pagar a taxa de licenciamento anual, de R$ 135,32.
 
A dispensa da vistoria, no entanto, não elimina a exigência de emissão anual do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV).
 
Todos os proprietários devem agendar o serviço por telefone ou pelo site do Detran.
 
O documento pode ser obtido sem necessidade de levar o carro ao posto de vistoria.
 
A isenção, porém, não atinge veículos que passarem por mudança de domicílio ou residência, transferência de propriedade, alteração de características e mudança de categoria.
 
Nestes casos, é obrigatória a expedição de um novo Certificado de Registro de Veículo (CRV) e o pagamento da taxa de vistoria.

Bandeira vermelha: conta de luz deve encarecer em outubro

Sem melhora na previsão de chuvas no país, autoridades do setor elétrico já começam a dar como certo o acionamento da bandeira tarifária vermelha em outubro.
 
Ainda não há confirmação se vai ser no Patamar 1, com custo adicional de R$ 3,00 por cada por cada 100 quilowatt-hora (kWh), ou Patamar 2, com acréscimo de R$ 3,50 por cada 100 kWh.
 
Atualmente, a conta de luz dos consumidores de todo o país indica a bandeira amarela, com o adicional de R$ 2,00 por cada 100 kWh.
 
Para atender ao consumo sem que haja um aumento ainda mais forte na conta de luz, o governo deve elevar a importação de energia oriunda da Argentina e do Uruguai.
 
Se houver sobras nos países vizinhos, é possível que menos termelétricas sejam ligadas, reduzindo o custo global da energia no País.
 
De acordo com relatórios meteorológicos, o solo da Amazônia está seco, o que impede a formação de nuvens que, depois, se convertem em chuvas no Sudeste e Centro-Oeste, onde estão os principais reservatórios das hidrelétricas do País.
 
O clima seco na área das hidrelétricas brasileiras e projeções de chuva abaixo da média nos próximos meses devem fazer com que o ano de 2018 comece já com pressão nas contas de luz, que podem ter cobranças adicionais, segundo projeções oficiais e de especialistas.
 
O governo já conversa sobre a possibilidade de promover uma campanha a partir da reta final deste ano com o objetivo de incentivar a população a reduzir o consumo.
 
A situação atual só não é pior porque o Brasil depende menos de energia hídrica do que no passado e conta com melhor infraestrutura de transmissão.
 
Mesmo com o custo elevado do setor elétrico, o Governo Federal cogitou acabar com uma das medidas de economia de energia.
 
O assunto foi avaliado na Casa Civil, depois que um estudo do Ministério de Minas e Energia concluiu que o horário traz efeitos “próximos à neutralidade” com relação à economia de energia elétrica.
 
No entanto, há o entendimento de que o período onde a maior parte do país adianta o relógio é costume, e já faz parte da cultura do brasileiro.
 
Nesta semana, o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, confirmou que o horário de verão está mantido.
 
Com a decisão, os moradores do Sul, Sudeste e Centro-Oeste devem adiantar os relógios em uma hora a partir do dia 15 de outubro.
 
Desde 2008, o horário especial vigora até o terceiro domingo de fevereiro do ano seguinte, que em 2018 cai em 19 de fevereiro, quando os relógios são atrasados em uma hora.
 
Para 2018, o governo deve fazer uma pesquisa para decidir se mantém ou não o horário diferenciado nos próximos anos.

Correntistas da Caixa, nascidos em setembro, recebem hoje o abono do PIS

O depósito é feito na conta dos trabalhadores que possuem conta na Caixa Econômica.
 
Esse grupo recebe o abono salarial dois dias antes dos demais e, portanto, quem não é correntista do banco pode começar a sacar o dinheiro nesta quinta-feira (14).
 
O valor do abono varia de R$ 78 a R$ 937, dependendo do tempo em que a pessoa trabalhou formalmente em 2016.
 
Trabalhadores da iniciativa privada retiram o dinheiro na Caixa Econômica Federal, e os servidores públicos, no Banco do Brasil.
 
É preciso apresentar um documento de identificação e o número do PIS/Pasep.
 
Possui direito ao abono salarial quem recebeu, em média, até dois salários mínimos mensais com carteira assinada e exerceu atividade remunerada durante, pelo menos, 30 dias em 2016.
 
É preciso ainda estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos e ter os dados atualizados pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais.
 
No Estado do Rio, mais de dois milhões de trabalhadores possuem direito ao benefício.

Ministério da Saúde anuncia fim do surto de febre amarela

Segundo a pasta, desde junho não há registro de novos casos.
 
Em Nova Friburgo houve um caso confirmado de morte por febre amarela, em agosto, onde a vítima teria contraído a doença em Casimiro de Abreu.
 
De acordo com dados do ministério da Saúde, foram registrados 777 casos e 261 mortes entre dezembro de 2016 e agosto de 2017.
 
Ainda, nesse período, 2.270 casos foram descartados e 213 ainda estão em investigação.
 
A pasta admite que ainda é necessário ampliar a cobertura vacinal em muitos estados, e, por esse motivo, o governo decidiu expandir a vacinação para crianças de nove meses em todo o país.
 
A medida deve entrar em vigor a partir de 2018, mas ainda não foi definido se a vacinação vai ocorrer em campanhas.
 
Para garantir a cobertura vacinal, o ministério da Saúde fez parceria com os municípios e administrou estoques de vacinas.
 
De acordo com o ministério da Saúde, foram investidos mais de R$ 66 milhões para controlar o surto.
 
Também foram distribuídas quase 37 milhões de doses extras ao longo deste ano.
 
A maior parte dos casos de Febre Amarela foi registrada na região Sudeste, com 764 casos confirmados.
 
A vacinação foi reforçada com 27,8 milhões de doses extras em cinco estados: Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Espírito Santo e Bahia.
 
O surto de febre amarela no Brasil, apesar de atingir regiões próximas de zonas urbanas de estados como Rio de Janeiro e São Paulo, foi classificado como silvestre pelo governo brasileiro.
 
Outro dado importante, segundo o ministério da saúde, é a queda de 81% nos casos de gripe no país.
 
Em 2017, foram registrados 2.070 casos e 361 mortes até 28 de agosto.
 
O vírus com maior circulação é o H3N2, enquanto em 2016 foi o H1N1.
 
Entre 17 de abril e 9 de junho, período da campanha de vacinação, 51,8 milhões de pessoas, ou 87,5% do público-alvo foram vacinadas.
 

Caixa Econômica Federal reduz limites de financiamento para imóveis novos

A taxa passa de 90% para 80% no caso dos imóveis novos, e de 70% para 60% para usados. 
 
A medida atinge empréstimos com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), do programa “Minha casa, minha vida” e linhas Pró-Cotista e CCFGTS, e do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimos (SBPE).
 
Os financiamentos via FGTS regulados, segundo a tabela do Sistema de Amortização Constante, caiu de 90% para 80% o limite para imóveis novos pelo Minha Casa, Minha Vida, Pró-Cotista e CCFGTS.
 
A Caixa detém quase 70% do financiamento imobiliário do país, com R$ 413 bilhões emprestados.

Michel Teló - Chocolate quente

João Bosco e Vinícius - Deixa a gente quieto

Melanina Carioca Part. Matheus e Kauan - Vai que cola

Thiaguinho - Vamo que vamo

Maria Cecília e Rodolfo - Depois da briga

Nando Reis - Sei

Maiara e Maraísa - Medo bobo

Wesley Safadão Part. Ivete Sangalo - Parece que o vento

Zé Neto e Cristiano - Sonha comigo

Exaltasamba - O mundo tá girando