PREVISÃO DO TEMPO

 

Pis-Pasep é pago para nascidos em agosto

O abono salarial PIS-Pasep 2017-2018 é depositado nas contas de trabalhadores que nasceram no mês de agosto.
 
No caso do Pasep, recebem servidores públicos com final da inscrição 1.
 
De acordo com o calendário, quem nasceu nos meses de julho a dezembro recebe o PIS ainda no ano de 2017.
 
Já os nascidos entre janeiro e junho recebem no primeiro trimestre de 2018.
 
O valor do abono varia de R$ 78 a R$ 937, e depende do tempo em que a pessoa trabalhou formalmente em 2016.
 
Trabalhadores da iniciativa privada retiram o dinheiro na Caixa Econômica Federal, e os servidores públicos, no Banco do Brasil.
 
É preciso apresentar um documento de identificação e o número do PIS/Pasep.
 
Possui direito ao abono salarial quem recebeu, em média, até dois salários mínimos mensais com carteira assinada e exerceu atividade remunerada durante, pelo menos, 30 dias em 2016.
 
É preciso ainda estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos e ter os dados atualizados pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais), ano-base 2016.

Mais de 44 bilhões de reais são sacados de contas inativas do FGTS

A informação é da Caixa Econômica Federal.
 
Segundo o banco, o valor sacado pelos trabalhadores representou 88% do valor disponível.
 
O prazo para o saque terminou no último dia 31 de julho e, de acordo com o presidente da Caixa, Gilberto Occhi, não vai ser reaberto.
 
A Caixa informou ainda que 25,9 milhões de trabalhadores foram beneficiados com a medida, o que equivale a mais de 79% dos que tinham direito, pela base atualizada.
 
A estimativa inicial era de que 30,2 milhões de trabalhadores tinham direito ao saque.
 
Com "acertos cadastrais", esse número subiu para 32,9 milhões.
 
Foram realizados, ainda segundo o banco, 31,3 milhões de atendimentos nas agências.

INSS vai convocar mais de 72 mil segurados do Estado para revisão do benefício

A fiscalização atinge mais de um milhão de aposentadorias por invalidez em todo país, e este mês o INSS vai convocar 72.016 segurados do Estado do Rio a partir de 15 de agosto.
 
O primeiro lote de convocações deve atingir mais de três mil beneficiários.
 
Ao todo, segundo o secretário-executivo do Ministério de Desenvolvimento Social (MDS), Alberto Beltrame, 50 mil aposentados devem ser chamados para o exame nesta primeira etapa.
 
A revisão nas aposentadorias por invalidez é realizada em quem possui menos de 60 anos e está há dois anos ou mais sem passar por perícia.
 
Ficam de fora da medida os maiores de 60 anos e quem tem 55 anos e já recebe o benefício há pelo menos 15 anos.
 
Os segurados recebem uma carta do INSS, e depois de notificadas, possuem cinco dias úteis para ligar no 135 (central de atendimento do órgão) e agendar a perícia.
 
Caso a marcação não seja feita, o benefício é automaticamente bloqueado.
 
Segundo dados, após revisar mais de 200 mil auxílios-doença em todo o país, desde o ano passado, o INSS cancelou 180 mil benefícios.
 
A economia chega a R$ 2,6 bilhões por ano em pagamento de benefícios.

Agosto começa com alta de impostos e preços

O oitavo mês de 2017 promete provocar um impacto no bolso do cidadão de Nova Friburgo.
 
Além da alta constante dos produtos em lojas e supermercados, estão previstos aumentos de preço em serviços e impostos.
 
Como confirmou o Repórter Friburguense na edição desta segunda-feira, a bandeira vermelha patamar um nas contas de luz vai tornar a tarifa de energia R$ 3 mais cara a cada 100 kwh/h.
 
Além da oscilação no preço do combustível, o motorista que utiliza a RJ-116 também vai sofrer com o aumento na tarifa de pedágio.
 
A partir de hoje (1º), a nova tarifa básica da rodovia passa de R$5,40 para R$5,60.
 
O reajuste é anual e faz parte do contrato de concessão entre o Estado e a Concessionária.
 
O aumento no valor de 20 centavos foi aprovado pela Agetransp para as quatro praças de pedágio da rodovia.
 
Com o aumento na tarifa do pedágio, para ir e voltar ao Rio de Janeiro, sem considerar a Ponte Rio-Niterói e o pedágio em Guapimirim, o friburguense vai desembolsar, pelo menos, R$ 33,60.
 
Quem sair de Cordeiro com destino ao Rio vai pagar um valor ainda mais alto.
 
Outro caminho bastante utilizado pelos moradores de Nova Friburgo e região, a Via Lagos também vai ter o valor de pedágio reajustado a partir de hoje (1º).
 
A tarifa na RJ-124, principal ligação entre as regiões Metropolitana e dos Lagos do Rio, aumenta de R$ 11,00 para R$ 11,30 (por eixo) durante a semana (das 12h de segunda-feira às 12h de sexta-feira), e de R$ 18,30 para 18,80 (por eixo) nos fins de semana e feriados nacionais.
 
A rodovia corta os municípios de Rio Bonito, Araruama, Iguaba Grande e São Pedro da Aldeia.
 
O consumidor friburguense e brasileiro pode sofrer com novos aumentos ainda este mês.
 
O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirma que o governo deve decidir, no fim de agosto, se vai ser ou não necessário elevar impostos para reforçar o caixa da União.
 
Segundo Meirelles, essa hipótese não está descartada.
 
Em paralelo, o Estado do Rio sofre para honrar os compromissos, o que leva trabalhadores e classes a conviverem com incertezas e amargarem atrasos salariais.

ANEEL: bandeira vermelha nas contas de luz em agosto

Como antecipou o Repórter Friburguense na edição da última terça-feira, 25, as contas de luz dos consumidores brasileiros vão ter bandeira tarifária vermelha a partir deste 1º de agosto. 
 
A mudança de cor significa um custo adicional de três reais a cada 100 quilowatts-hora consumidos.
 
A confirmação é da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) nesta sexta-feira.
 
As bandeiras tarifárias geram cobranças adicionais para os cientes de distribuidoras de eletricidade para sinalizar momentos de menor oferta de energia.
 
Em Nova Friburgo, o preço da conta de luz sofreu oscilações durante esse ano.
 
Em junho, houve redução de 4,32%, por conta de os impostos pagos pela concessionária de energia terem ficado menores.
 
Os 100 mil consumidores residenciais, comerciais e industriais de Nova Friburgo também contaram com dois meses de descontos, de 10,1% em maio, e de 19,34% em abril, para corrigir um erro da Agência de Energia Elétrica brasileira.
 
A Aneel cobrou valores sobre o acionamento de usina térmica que não aconteceu.
 
O acionamento da bandeira vermelha se deve à ausência de chuvas no mês de julho, fato que influencia as previsões para a primeira semana de agosto, período de referência para a definição da bandeira tarifária.
 
A expectativa inicial do Operador Nacional do Sistema Elétrico era de bandeira amarela de abril a novembro, mas já em maio a bandeira foi vermelha.
 
O aumento de chuvas levou à bandeira verde em junho, retomando o patamar amarelo em julho.
 

Michel Teló - Chocolate quente

João Bosco e Vinícius - Deixa a gente quieto

Melanina Carioca Part. Matheus e Kauan - Vai que cola

Thiaguinho - Vamo que vamo

Maria Cecília e Rodolfo - Depois da briga

Nando Reis - Sei

Maiara e Maraísa - Medo bobo

Wesley Safadão Part. Ivete Sangalo - Parece que o vento

Zé Neto e Cristiano - Sonha comigo

Exaltasamba - O mundo tá girando