PREVISÃO DO TEMPO

 

Governo libera saques do PIS/Pasep para idosos

Um total de R$ 15,9 bilhões vai estar disponível para cerca de 7,8 milhões de idosos a partir de hoje (17).
 
Recebem nesse primeiro momento correntistas da Caixa Econômica e do Banco do Brasi.
 
Para os outros trabalhadores, o saque nas agências começa na quinta-feira, dia 19.
 
São beneficiados idosos com mais de 70 anos de idade.
 
A partir do dia 17 de novembro, o saque é feito por aposentados; Por último, de 14 de dezembro em diante é a vez de mulheres a partir de 62 anos e homens a partir de 65 anos.
 
Para saber se possui saldo no PIS/Pasep, os trabalhadores da iniciativa privada devem procurar a Caixa Econômica Federal e, os servidores e empregados públicos, devem recorrer ao Banco do Brasil.
 
De acordo com o governo, são participantes do Fundo PIS/Pasep somente os trabalhadores de organizações públicas e privadas que tenham contribuído para o Pasep ou para o PIS até de 04 de outubro de 1988, e que não tenham feito o resgate total dos saldos junto ao fundo.
 
Os trabalhadores que começaram a contribuir após essa data não possuem saldos para resgate.

Governo libera o calendário de saque do PIS/Pasep

A partir de 19 de outubro, cerca de 7,8 milhões de pessoas vão poder sacar R$ 15,9 bilhões.
 
As contas do PIS, vinculadas aos trabalhadores do setor privado, são administradas pela Caixa Econômica Federal.
 
Portanto, os cotistas devem procurar esse banco para informações e para saques.
 
O trabalhador pode verificar se tem saldo a receber através do site do banco.
 
Correntistas da Caixa que possuírem valores a receber vão ter os depósitos feitos automaticamente em suas contas dois dias antes do início do calendário oficial.
 
Para os não-correntistas da Caixa que tenham recursos do PIS a receber, é necessário pedir a transferência.
 
Segundo a Caixa, para consultar o saldo de cotas do PIS, é necessário o número do NIS, além de uma senha. 
 
Quem já possui a Senha Cidadão pode fazer o login no site da Caixa, e informar a Senha Internet que deseja cadastrar.
 
Quem não possui a senha pode clicar em "esqueci a senha" e preencher os dados solicitados, ou, se tiver o Cartão Cidadão, fazer um pré-cadastramento da senha pelo telefone 0800-726-0207.
 
Para quem não tem o cartão, também é possível fazer o cadastramento em uma agência da Caixa.
 
São beneficiados homens com 65 anos ou mais e mulheres com 62 anos ou mais que tiverem saldo no PIS/Pasep.
 
No caso de cotistas falecidos, os herdeiros possuem direito aos recursos.
 
Segundo o governo, participam do fundo trabalhadores de organizações públicas e privadas que contribuíram para o Pasep ou para o PIS até 4 de outubro de 1988, e que não tenham resgatado todo o saldo.
 
Quem passou a contribuir após essa data não possui direito.

Segurança deve receber mais investimentos do que a saúde no Estado em 2018

É o que prevê o projeto de lei que estima a receita e fixa as despesas do estado para o ano de 2018, publicado nesta segunda-feira (02) no Diário Oficial do Legislativo.
 
A proposta traz uma previsão de arrecadação líquida para o estado de R$ 62,5 bilhões.
 
As despesas são estimadas em R$ 72,5 bilhões, com prejuízo previsto de R$ 10 bilhões, R$ 7 bilhões a menos que a estimativa para este ano.
 
A Comissão de Orçamento da Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj) se reúne nesta hoje (03) para definir o calendário de discussão do texto.
 
O detalhe é o direcionamento do valor a ser investido no próximo ano.
 
Pela proposta, a pasta que deve receber mais recursos é a da secretaria de Segurança, com R$ 7 bilhões; São 700 milhões a mais na comparação com a Saúde, que deve receber até R$ 6,3 bilhões.
 
Para a Educação, de acordo com a proposta, vão ser destinados 4,9 bilhões, enquanto que para Ciência e Tecnologia estão previstos R$ 3 bilhões.
 
A proposta do Executivo inclui receita de R$ 4,6 bilhões com operações de crédito, por meio do Regime de Recuperação Fiscal (RRF) assinado com a União.
 
O texto também prevê o pagamento de R$ 389 mil com amortização da dívida estadual, valor muito abaixo dos quase R$ 3 bilhões previstos para a mesma rubrica em 2017.

Detran amplia para cinco anos prazo de isenção de vistoria para carros zero quilômetro

A medida vale a partir de 2018 e abrange veículos novos, particulares, com capacidade para até cinco passageiros.
 
Para as demais categorias, a vistoria permanece obrigatória.
 
Desta forma, os proprietários donos não vão precisar pagar a taxa de licenciamento anual, de R$ 135,32.
 
A dispensa da vistoria, no entanto, não elimina a exigência de emissão anual do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV).
 
Todos os proprietários devem agendar o serviço por telefone ou pelo site do Detran.
 
O documento pode ser obtido sem necessidade de levar o carro ao posto de vistoria.
 
A isenção, porém, não atinge veículos que passarem por mudança de domicílio ou residência, transferência de propriedade, alteração de características e mudança de categoria.
 
Nestes casos, é obrigatória a expedição de um novo Certificado de Registro de Veículo (CRV) e o pagamento da taxa de vistoria.

Bandeira vermelha: conta de luz deve encarecer em outubro

Sem melhora na previsão de chuvas no país, autoridades do setor elétrico já começam a dar como certo o acionamento da bandeira tarifária vermelha em outubro.
 
Ainda não há confirmação se vai ser no Patamar 1, com custo adicional de R$ 3,00 por cada por cada 100 quilowatt-hora (kWh), ou Patamar 2, com acréscimo de R$ 3,50 por cada 100 kWh.
 
Atualmente, a conta de luz dos consumidores de todo o país indica a bandeira amarela, com o adicional de R$ 2,00 por cada 100 kWh.
 
Para atender ao consumo sem que haja um aumento ainda mais forte na conta de luz, o governo deve elevar a importação de energia oriunda da Argentina e do Uruguai.
 
Se houver sobras nos países vizinhos, é possível que menos termelétricas sejam ligadas, reduzindo o custo global da energia no País.
 
De acordo com relatórios meteorológicos, o solo da Amazônia está seco, o que impede a formação de nuvens que, depois, se convertem em chuvas no Sudeste e Centro-Oeste, onde estão os principais reservatórios das hidrelétricas do País.
 
O clima seco na área das hidrelétricas brasileiras e projeções de chuva abaixo da média nos próximos meses devem fazer com que o ano de 2018 comece já com pressão nas contas de luz, que podem ter cobranças adicionais, segundo projeções oficiais e de especialistas.
 
O governo já conversa sobre a possibilidade de promover uma campanha a partir da reta final deste ano com o objetivo de incentivar a população a reduzir o consumo.
 
A situação atual só não é pior porque o Brasil depende menos de energia hídrica do que no passado e conta com melhor infraestrutura de transmissão.
 
Mesmo com o custo elevado do setor elétrico, o Governo Federal cogitou acabar com uma das medidas de economia de energia.
 
O assunto foi avaliado na Casa Civil, depois que um estudo do Ministério de Minas e Energia concluiu que o horário traz efeitos “próximos à neutralidade” com relação à economia de energia elétrica.
 
No entanto, há o entendimento de que o período onde a maior parte do país adianta o relógio é costume, e já faz parte da cultura do brasileiro.
 
Nesta semana, o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, confirmou que o horário de verão está mantido.
 
Com a decisão, os moradores do Sul, Sudeste e Centro-Oeste devem adiantar os relógios em uma hora a partir do dia 15 de outubro.
 
Desde 2008, o horário especial vigora até o terceiro domingo de fevereiro do ano seguinte, que em 2018 cai em 19 de fevereiro, quando os relógios são atrasados em uma hora.
 
Para 2018, o governo deve fazer uma pesquisa para decidir se mantém ou não o horário diferenciado nos próximos anos.

Michel Teló - Chocolate quente

João Bosco e Vinícius - Deixa a gente quieto

Melanina Carioca Part. Matheus e Kauan - Vai que cola

Thiaguinho - Vamo que vamo

Maria Cecília e Rodolfo - Depois da briga

Nando Reis - Sei

Maiara e Maraísa - Medo bobo

Wesley Safadão Part. Ivete Sangalo - Parece que o vento

Zé Neto e Cristiano - Sonha comigo

Exaltasamba - O mundo tá girando